PRESENÇA NOS MEDIA

Insolvências de empresas aumentaram 18% em Portugal durante 2023

Em 2023 deram entrada no processo de insolvência 1.917 empresas, o que corresponde a um aumento de 18% face a 2022. No entanto, em 2023 foi atingindo um valor recorde no número de empresas criadas, um total de 51 mil.

Portugal registou um aumento de 18% das insolvências em 2023 face a 2022, tendo terminado o ano com quase duas mil empresas a entrarem neste processo. No entanto, durante 2023 foi atingindo um valor recorde no número de empresas criadas, um total de 51 mil.

A consultora Capitalizar revela que esta tendência crescente de insolvências aconteceu na maioria dos sectores, e reflete os desafios económicos e financeiros que grande parte das empresas enfrentam perante a instabilidade económica global que se vive.

No entanto, a indústria foi o grande responsável pelo aumento verificado em 2023, tendo registado mais de 148 processos de insolvência, o que corresponde a um aumento de 47% face ao ano anterior.

José Pedro Pais, Partner da Capitalizar, afirma que “o aumento das insolvências empresariais é um sinal claro de que as empresas em Portugal estão a enfrentar dificuldades financeiras significativas. No entanto, é fundamental entender que a insolvência não é o único caminho a seguir”.

De acordo com a consultora urge contrariar esta tendência, e para tal é necessário apoiar as empresas na identificação dos seus casos e problemas e a encontrar as soluções que lhes permitam recuperar, evitando que entrem em situação de insolvência.

“O diagnóstico financeiro atempado e o apoio especializado são fatores determinantes no turnaround das empresas. Identificar e abordar os problemas financeiros de forma proativa é fundamental para evitar que uma situação de insolvência se torne inevitável. Com a orientação certa e as estratégias adequadas, as empresas podem superar os desafios financeiros e alcançar o sucesso a longo prazo”, sublinha José Pedro Pais.

Segundo dados do INE Lisboa e Porto foram os distritos que apresentaram o maior número de insolvências em 2023.

Jornal Económico, 18 de janeiro de 2024.

Partilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin