PRESENÇA NOS MEDIA

A reestruturação financeira e operacional pode ser um processo difícil, mas também oferece oportunidades significativas para a reinvenção e para o crescimento, permitindo que as empresas enfrentem futuros desafios de mercado com resiliência e confiança Dados da Iberinform revelam que as insolvências aumentaram 6,5%
A reestruturação financeira e operacional pode ser um processo difícil, mas também oferece oportunidades significativas para a reinvenção e para o crescimento, permitindo que as empresas enfrentem futuros desafios de mercado com resiliência e confiança Dados da Iberinform revelam que as insolvências aumentaram 6,5%
O Orçamento de Estado (OE) de 2023 introduziu um novo benefício fiscal que permite às empresas deduzir ao Lucro tributável um montante de 5% dos aumentos relevantes de capital próprio, nomeadamente lucros não distribuídos e assim aplicados em resultados transitados ou em reservas. Entretanto
O Orçamento de Estado (OE) de 2023 introduziu um novo benefício fiscal que permite às empresas deduzir ao Lucro tributável um montante de 5% dos aumentos relevantes de capital próprio, nomeadamente lucros não distribuídos e assim aplicados em resultados transitados ou em reservas. Entretanto
“Serão medidas fundamentais para estimular o investimento, fomentar a produtividade e a competitividade da economia portuguesa”, acredita a empresa portuguesa de consultoria financeira, contabilidade, reestruturação, incentivos fiscais. A consultora fiscal portuguesa Capitalizar considera que as novas medidas do Governo para empresas e investidores, se
“Serão medidas fundamentais para estimular o investimento, fomentar a produtividade e a competitividade da economia portuguesa”, acredita a empresa portuguesa de consultoria financeira, contabilidade, reestruturação, incentivos fiscais. A consultora fiscal portuguesa Capitalizar considera que as novas medidas do Governo para empresas e investidores, se

SIFIDE: 5 passos para uma candidatura de sucesso

O SIFIDE II, ou Sistema de Incentivos Fiscais à Investigação e Desenvolvimento Empresarial, atualmente em vigor em Portugal, é destinado a incentivar as atividades de Investigação e Desenvolvimento (I&D) realizadas por empresas. Este sistema oferece benefícios fiscais significativos às empresas que investem em projetos

SIFIDE: 5 passos para uma candidatura de sucesso

O SIFIDE II, ou Sistema de Incentivos Fiscais à Investigação e Desenvolvimento Empresarial, atualmente em vigor em Portugal, é destinado a incentivar as atividades de Investigação e Desenvolvimento (I&D) realizadas por empresas. Este sistema oferece benefícios fiscais significativos às empresas que investem em projetos

Reestruturação financeira: a importância de antecipar, decidir e agir

Quais são os principais sinais que apontam para a necessidade de uma empresa proceder a uma reestruturação financeira? Perante um cenário macroeconómico atual incerto e altamente competitivo, os gestores enfrentam constantes desafios para manterem a sua saúde financeira das suas empresas. Às vezes, e

Reestruturação financeira: a importância de antecipar, decidir e agir

Quais são os principais sinais que apontam para a necessidade de uma empresa proceder a uma reestruturação financeira? Perante um cenário macroeconómico atual incerto e altamente competitivo, os gestores enfrentam constantes desafios para manterem a sua saúde financeira das suas empresas. Às vezes, e

Acelerar execução dos Fundos Europeus é prioridade absoluta para Portugal

Portugal enfrenta uma pressão significativa para acelerar a execução dos fundos europeus, especialmente diante dos desafios económicos e sociais que o país enfrenta. A implementação rápida de projetos é fundamental para estimular o crescimento económico, criar empregos e fortalecer a resiliência do país. Este

Acelerar execução dos Fundos Europeus é prioridade absoluta para Portugal

Portugal enfrenta uma pressão significativa para acelerar a execução dos fundos europeus, especialmente diante dos desafios económicos e sociais que o país enfrenta. A implementação rápida de projetos é fundamental para estimular o crescimento económico, criar empregos e fortalecer a resiliência do país. Este

Governo quer limite máximo de 60 dias na resposta às candidaturas aos Fundos Europeus

O Governo quer um limite máximo de 60 dias de resposta às candidaturas a fundos europeus, anunciou o primeiro-ministro, esta semana. A consultora Capitalizar valoriza a intenção, mas adverte que a redução do tempo de análise das candidaturas «não acontecerá sem um forte investimento

Governo quer limite máximo de 60 dias na resposta às candidaturas aos Fundos Europeus

O Governo quer um limite máximo de 60 dias de resposta às candidaturas a fundos europeus, anunciou o primeiro-ministro, esta semana. A consultora Capitalizar valoriza a intenção, mas adverte que a redução do tempo de análise das candidaturas «não acontecerá sem um forte investimento

Fundos Europeus: Governo quer limite máximo de 60 dias na resposta às candidaturas

Consultora Capitalizar valoriza intenção, mas ressalva que só será viável com forte investimento em recursos humanos e tecnológicos nas estruturas de análise. O Governo quer um limite máximo de 60 dias de resposta às candidaturas a fundos europeus, anunciou o primeiro-ministro, esta semana. A

Fundos Europeus: Governo quer limite máximo de 60 dias na resposta às candidaturas

Consultora Capitalizar valoriza intenção, mas ressalva que só será viável com forte investimento em recursos humanos e tecnológicos nas estruturas de análise. O Governo quer um limite máximo de 60 dias de resposta às candidaturas a fundos europeus, anunciou o primeiro-ministro, esta semana. A

Governo Propõe Limite de 60 Dias para Resposta a Candidaturas a Fundos Europeus

O primeiro-ministro anunciou esta semana a intenção de estabelecer um prazo máximo de 60 dias para resposta às candidaturas a fundos europeus. Enquanto esta medida é recebida com apreço pela Capitalizar, a consultora alerta para a necessidade de investimento em recursos humanos e tecnológicos

Governo Propõe Limite de 60 Dias para Resposta a Candidaturas a Fundos Europeus

O primeiro-ministro anunciou esta semana a intenção de estabelecer um prazo máximo de 60 dias para resposta às candidaturas a fundos europeus. Enquanto esta medida é recebida com apreço pela Capitalizar, a consultora alerta para a necessidade de investimento em recursos humanos e tecnológicos